Umuarama Ilustrado – 27/09/2018 20H25 A Polícia Militar ‘estourou’ um desmanche de caminhonetes roubadas, no início da noite de quinta-feira (27), no Jardim Tókio, em frente a área de mangueiras do Parque de Exposições Dario Pimenta Nóbrega, em Umuarama.Quatro homens foram presos em flagrante acusados de receptação. No local a PM encontrou a carcaça de pelo menos duas caminhonetes roubadas: uma Amarok e uma Toyota Hilux, roubada na quarta-feira (26) em Tapejara, segundo a Polícia Militar.LEGAL X ROUBADO“Ainda temos que fazer um levantamento para saber o que é produto de crime e o que foi comprado legalmente”, explicou o comandante da operação tenente PM Pedro Henrique Hahn. Ainda segundo o militar, a equipe chegou até o local após uma denúncia anônima.Todos os veículos apreendidos no local foram levados para o depósito da Polícia Civil por um caminhão, ainda durante a noite de quinta-feira. Tudo será periciado pelos peritos da Polícia Científica.PM estoura barracão com caminhonetes roubadas em UmuaramaO barracão de desmanche funcionava há pelo menos quatro mesesDESMANCHE DE CAMINHONETESSegundo o apurado pelo Ilustrado o barracão estaria funcionando como desmanche há pelo menos quatro meses e tem até mesmo cartão de visitas perfumado. O alvo dos criminosos são caminhonetes. No local a Polícia Militar não encontrou nenhum dos veículos furtados esta semana em Umuarama.DONO DO NEGÓCIOEntre os detidos, está o proprietário do negócio, um homem de 32 anos. Ele ainda apresentava sinais de estar se recuperando de um acidente de moto sofrido em maio, na avenida Paraná, em Umuarama. O suspeito tem passagens por ameaça e receptação.Um dos detidos, um homem de 31 anos, contou que é azulejista de profissão, mas como está sem trabalho, faz ‘bicos’ no barracão cerca de duas vezes por semana, ajudando a desmontar as caminhonetes. “Não sabia que era roubada. A polícia já ‘puxou’ minha ficha e não tem nada. Nunca passei por isso. Vim aqui para trabalhar. Estava desmanchando a caminhonete quando a polícia chegou”, relatou. Ele ainda contou que receberia R$ 500 pelo trabalho.